Home
Sunday, 18  de November de 2018 |   Adicionar aos Favoritos  |    Indique a um Amigo        
Foto
Ajude Sou Contra Curiosidades Contate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

Noticia

Será que meu cachorro ou gato podem contrair Febre Amarela?
14/02/2018 - 16:23h

Saiba se seu cachorro ou gato podem contrair Febre Amarela.

 

Começamos o ano de 2018 com diversas notícias e reportagens sobre a Febre Amarela que levou muitas pessoas a conferirem sua carteirinha de vacinação. Preocupadas em contrair a Febre Amarela houve uma corrida aos postos de saúde pela vacina e com os casos já confirmados de mortes por Febre Amarela silvestre levaram o Ministério da Saúde a antecipar a nova campanha de vacinação, que “fraciona” o estoque de vacina para economizá-lo e atingir mais pessoas, cerca de 19 milhões de pessoas, com o objetivo de frear o avanço da doença.

E os peludos? Precisam tomar uma vacina contra a Febre Amarela?


                                                        Via pixabay

 


Calma, fique tranquilo porque nossos peludos não contraem Febre Amarela!

Sabia que apenas humanos e macacos são hospedeiros do vírus da Febre Amarela? Os macacos são mais susceptíveis ao vírus e possuem um sistema imunológico mais fraco do que nós, humanos. A diferença é que nós humanos conseguimos descobrir a doença e tratar. Então quando os mosquitos que estão infectados, picam os macacos, eles acabam morrendo. E isso indica a presença do vírus naquele local.

 


                                                   Via pixabay

 

Então vale a dica: cada um nós podemos ajudar a diminuir o foco de proliferação de mosquitos que também são transmissores, de um jeito bem simples: não deixando água parada em vasos, calhas, pneus, garrafas, etc., tratando de ralos e esgotos com desinfetantes e utilizando inseticidas e sanitizantes indicados por um vigilante sanitário da prefeitura, por exemplo.

E seu cachorro está com todas as vacinas em dia? Lembre-se de conferir.

 


 
Fonte: petiko.com.br

Rodapé Rodapé
|   Home    |   Ajude    |   Sou contra     |   Curiosidades    |   Contate-nos    |   Login    |   FÓRUM    |   Perguntas Freqüentes   |