Home
Thursday, 19  de July de 2018 |   Adicionar aos Favoritos  |    Indique a um Amigo        
Foto
Ajude Sou Contra Curiosidades Contate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

Noticia

Cadela se despede do dono no velório e emociona as redes sociais.
09/07/2018 - 19:35h

Os humanos não são os únicos que sofrem quando os seus entes queridos partem. Basta perguntar a Jeremy May, presidente da Elements Cremation, Pre-planning & Burial, na Colúmbia Britânica, Canadá.

Ele conheceu recentemente uma cadela chamada Sadie, que demonstrou essa verdade da maneira mais inesquecível.

No início deste ano, após 13 anos de companheirismo fiel, o melhor amigo de Sadie “partiu” repentinamente, depois de uma parada cardíaca. Ela estava lá, ao seu lado, como sempre, quando tudo aconteceu.

“Depois de os paramédicos chegarem, e não conseguirem reanimá-lo, Sadie deitou-se ao lado dele e colocou a cabeça debaixo da mão do dono”, disse May ao The Dodo.

A esposa e a família do homem ficaram arrasadas, e também Sadie. Nos 10 dias que se seguiram até ao funeral, tornou-se óbvio que a cadela, de coração partido, não estava a conseguir lidar com a perda.

“Durante esse tempo, Sadie não comeu, não dormiu sozinha, e passou os dias à espera na janela e na porta, esperando pelo regresso do dono”, disse May.

Mas, no dia do funeral, tudo mudou.

A viúva do falecido levou Sadie até ao velório, e May sabia que ela não deveria ser tratada de forma diferente de qualquer outro membro da família em luto.

Sadie foi calorosamente recebida na capela, para que também ela pudesse se despedir.

“O cão era tão importante quanto um cônjuge ou uma criança, então era importante que permitíssemos que isso acontecesse”, disse May.

“Quando Sadie se aproximou do caixão, podíamos sentir e ouvir a emoção na sala. Não ficou um olho seco. Foi um momento emocional e arrepiante.”

“Foi um momento emocional, mas também foi um momento de cura. Naquele dia, quando Sadie voltou para casa, ela comeu duas refeições completas. O seu espírito ficou mais leve.”

A ternura na foto acima, também ajudou a “mãe” de Sadie a lidar com a perda. Infelizmente, May diz que algumas casas funerárias ainda proibiriam um animal de se despedir do dono, como Sadie fez. Esperançosamente, a história deste cão ajudará a inspirar as pessoas a mudar isso.

“Se alguém duvida do nível de compreensão e capacidade emocional que os nossos cães têm, esta experiência deve colocar isso para trás”, disse May.

“Os nossos animais de estimação precisam disto. Eles sentem a perda e a experiência do pesar.”


 
Fonte: The dodo

Rodapé Rodapé
|   Home    |   Ajude    |   Sou contra     |   Curiosidades    |   Contate-nos    |   Login    |   FÓRUM    |   Perguntas Freqüentes   |